Artigo

Publicado em: 15/5/2017

Perspectivas atuais na Cirurgia Reconstrutiva do Joelho: Lesões dos meniscos

Por Dr. Cícero F. Stahnke
Imagem_artigo_meniscos_.jpg

Os meniscos são estruturas duplas cartilaginosas de consistência elástica em forma de “C” (o interno) e “O” (o externo), cuja função principal é amortecer a carga que passa através dos joelhos durante a marcha e movimentos como agachar, pular, e subir e descer escadas.

 

As lesões meniscais no adulto jovem acontecem em entorses por um trauma maior, tais como ocorrem no futebol ou outras atividades físicas que exijam rotação e flexão dos joelhos.

 

Com o processo de envelhecimento os meniscos desidratam e perdem elasticidade, se lesionando facilmente por trauma menores, em atividades como abaixar para dar atenção à uma criança ou simplesmente apanhar algo no chão.

 

O tratamento compreende mudanças de hábitos e reequilíbrio postural e muscular, objetivando diminuir a sobrecarga sobre os meniscos. Pode ser necessária uma cirurgia de vídeo artroscopia para uma ressecção parcial meniscal e uma reparação através de selagem por ablação ou rádio frequência. Em alguns casos é  possível o reparo do menisco por sutura com fios adequados.

 

Em alguns casos com perda meniscal significativa e disponibilidade em banco de tecidos, o transplante de menisco pode ser realizado com sucesso. Através de técnicas de biotecnologia, implantes meniscais de material sintético biocondutores (Scaffolds, ainda não disponíveis no Brasil) estimulam a reconstituição meniscal.

 

Alguns pacientes apresentam desequilíbrios musculares que propiciam movimentos impróprios que facilitam as lesões intra articulares e que devem ser tratados com fisioterapia adequada.

 

Outros fatores podem estar presentes, tais como o desalinhamento de membros inferiores, (Geno Valgo – Joelho em X e Geno Varo – Joelho parafora), e podem necessitar de correção cirúrgica associada para proteger a cirurgia do menisco, prevenir a recidiva das lesões e minimizar o processo degenerativo secundário.

 

É importante lembrar que a associação de lesões múltiplas articulares é comum, e lesões ligamentares e da cartilagem articular devem ser tratadas concomitantemente, almejando a melhor reconstrução anatômica articular possível, juntamente com a reabilitação e atividade preventiva adequada.

 

Referências:

1. The Meniscus. Beaufils, P. MD; Verdonk, R. MD, PhD. Springer,2010.

2. Meniscal Transplants and Scaffolds: A Systematic Review of the Literature. Dangelmajer, S. et al. Knee Surgery Related Research, vol 29(1)pp3-10 , 2017.

3. Meniscus tear surgery and meniscos replacement. Vaquero, J;forriol, F. Muscles Ligaments Tendons Journal, vol 6(1) pp 71-89 , 2016.

 

--------------------------------------

Dr. Cícero Fernando Stahnke

Médico Ortopedista e Traumatologista

CRM-SC 4955 | RQE 1257

SBOT 4527 | SBME 102474




Buscar artigos

 

Edição Impressa

Guia Médico de Florianópolis (9ª Edição)

edições
CreativeBizz

Guia Médico - Orgão Informativo da Área da Saúde de Florianópolis - atendimento@guiamedicoflorianopolis.com.br