Artigo

Publicado em: 8/1/2018

Hérnia Umbilical em Crianças

Por Dr. Walberto Souza
Artigo_walberto_hernia_umbilical.jpg

Você sabe o que é hérnia?

 

Em termos mais simplificados, a hérnia é um abertura anômala no abdome que permite a passagem de algumas estruturas  de um local onde deveriam estar para outro onde não deveriam.

 

A  Hérnia Umbilical é uma abertura na parede abdominal, mais especificamente na região do umbigo, permitindo a exteriorização de estruturas abdominais ( geralmente intestino delgado) por este orifício, quando de algum esforço do paciente.

 

Quais são as causas da Hérnia Umbilical?

 

Depois que o bebê nasce, os músculos abdominais se desenvolvem e os vasos umbilicais se atrofiam,  levando ao fechamento da abertura por onde passava o cordão umbilical do recém-nascido. Esse fechamento ocorre em até 80% dos casos até os primeiros 2 a 3 anos de idade e isso acontece sem necessidade de colocação de objetos ( como moedas...) ou artifícios como faixas e ataduras para comprimir o local. 

 

Diagnóstico da Hérnia Umbilical

 

O diagnóstico é realizado apenas olhando, sendo descrito pelos pais como um “inchaço” ou uma ‘bolinha”  na região umbilical, geralmente relacionada aos esforços físicos da criança ( choro, ao evacuar, ao correr...).  É examinando que o pediatra ou o cirurgião pediátrico consegue sentir que há ainda um orifício ainda pérvio no local.

 

Quais as chances do bebê ter Hérnia Umbilical?

 

A hérnia umbilical atinge cerca de 10% dos bebês, sendo mais frequente em meninas do que em meninos, mais comum em bebês ex-prematuros do que os que nasceram  a termo e de incidência 7-9 vezes maior em pacientes da raça negra que pacientes caucasianos ( pele mais clara).

 

Hérnia Umbilical precisa operar?

 

A grande maioria das hérnias umbilicais em bebês se resolve sozinha até 2-3 anos de idade (até os 3 anos, 95% dos bebês já terão resolvido esse problema). A partir dessa idade pode ser que haja a necessidade de tratamento cirúrgico, que deverá ser realizado sob anestesia geral, em ambiente de centro cirúrgico, por equipe de cirurgia pediátrica especializada. Trata-se de um procedimento de baixa complexidade onde o paciente recebe alta no mesmo dia para seu lar.

 

Siga as recomendações do seu pediatra ou do cirurgião pediátrico que está acompanhando o caso do seu bebê.

 

------------------------------------------------------

Dr. Walberto Souza

Médico Cirurgião Pediátrico

CRM-SC 9763 / RQE 7808

E-mail: walberto@walbertosouza.com.br




Buscar artigos

 

Edição Impressa

Guia Médico de Florianópolis (9ª Edição)

edições
CreativeBizz

Guia Médico - Orgão Informativo da Área da Saúde de Florianópolis - atendimento@guiamedicoflorianopolis.com.br