Artigo

Publicado em: 1/12/2020

Toxina Botulínica: quais as suas principais indicações na Neurologia?

Por Dr. Pedro Henrique de Campos Albino
Imagem_artigo_toxina_botulinica.jpg

A toxina botulínica (Botox®, Dysport®, Xeomin®) éuma neurotoxina produzida pela bactéria Clostridium botulinum. Apesar derelacionada a procedimentos estéticos, ela também está indicada para otratamento de diversas doenças e condições clínicas na área da Neurologia.

Quando aplicada em determinados locais, a toxinabloqueia a liberação de acetilcolina nas sinapses e junções neuromuscularesdaquela região. A  acetilcolina é um neurotransmissor responsável pela contraçãomuscular que, ao ser bloqueada, impede o músculo de se contrair e,consequentemente, ele relaxa.

Em algumas doenças, há uma hiperestimulaçãomuscular, resultando em espasmos e rigidez muscular. Graças a sua ação derelaxamento, a toxina botulínica tornou-se uma importante aliada para otratamento desses pacientes, provendo uma melhor qualidade de vida e desempenhofuncional.

 

Indicações:

 

ü  Na Espasticidade: équando ocorre um aumento do tônus muscular, que pode ser proveniente de acidente vascular cerebral(AVC), traumatismo cranioencefálico (TCE), paralisia cerebral (PC), esclerosemúltipla, entre outros, limitando os  movimentos do paciente e causando dor.  

ü  Na Distonia: é um distúrbio demovimento, que causa contrações e espasmos involuntários em alguns músculos docorpo. Os pacientes tem dificuldade em controlar alguns movimentos, podendocausar torções, movimentos repetitivos ou posturas anormais.

ü  Na Hiperidrose Axilar,Plantar ou Palmar: a presença de suorexcessivo ou hiperidrose, pode ocorrer nas axilas, nos pés (plantar) ou naspalmas das mãos.

ü  No Bruxismo: caracterizado pelo apertoou ranger dos dentes, pode ser amenizado com a aplicação de toxina botulínica.

ü  Na Sialorreia: muito comum em pacientescom doenças neurológicas (Doença de Parkinson, AVC, TCE, PC, entre outras), é caracterizadapela salivação excessiva.

ü  Na Enxaqueca Crônica: A aplicação de toxinabotulínica tem função profilática, ou seja, tende a prevenir que o pacientevenha a desenvolver novas crises de enxaqueca.

 

O tempo de ação da toxina botulínica varia entre 3a 6 meses, até que as terminações nervosas estabeleçam novas comunicações comos músculos.  Após esse período, faz-se necessário novas aplicações paraque os ganhos se mantenham. A aplicação é feita via intramuscular, sendofundamental que seja administrada por médico especializado, pois exigeconhecimento da técnica e da anatomia do lugar a ser aplicado. 

 

------------------------------------------------------

Dr. Pedro Henrique de Campos Albino

Neurologista
CRM/SC 15079 - RQE 9774
www.pedroalbino.com.br





CreativeBizz

Guia Médico - Orgão Informativo da Área da Saúde de Florianópolis - atendimento@guiamedicoflorianopolis.com.br