Notícia

Publicado em: 11/3/2011

SBC manifesta-se contra pretensão da Procuradoria da União de impedir o funcionamento do novo Hospital S.O.S Cardio

Em nota, o presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia – Seção Santa Catarina apresenta posição sobre a questão do funcionamento do novo hospital S.O.S Cardio

Fernando Mendes/NDcardio-fernando.jpgCom o novo Hospital S.O.S Cardio, o atendimento emergencial será ampliado na capital Catarinense

Florianópolis, 10 de março de 2011

 

Caro Colega,

 

A SBC através de sua Seccional de Santa Catarina, ao tomar conhecimento pela imprensa da pretensão da Procuradoria da União de impedir a inauguração iminente, inclusive recomendando a demolição do novo Hospital S.O.S Cardio, une-se à nossa população em veemente protesto contra esta atitude que consideramos intempestiva, inoportuna e insensata.

 

O S.O.S Cardio, ao longo dos vinte anos de sua existência, vem prestando relevantes serviços à nossa população, sendo no momento um dos principais Centros de Referência no nosso Estado, no tratamento das doenças cardiovasculares. A inauguração da nova sede dará sem dúvida, novo alento e um importante salto de qualidade, que temos certeza, o colocará entre os principais hospitais cardiológicos do país.

 

Some-se a isto ainda, a enorme carência de leitos hospitalares licenciados na cidade e poderemos facilmente constatar o enorme prejuízo que nossa população sofrerá se a determinação da Procuradoria prosperar.

 

A SBC coloca-se ao lado dos cardiologistas do S.O.S Cardio, nossos filiados e confia que as autoridades competentes tomarão de forma serena, a decisão, seja ela qual for, que será de encontro aos anseios da sociedade, pois esta é a sua função.

 

Ilnei Pereira Filho

Presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia-Seção Santa Catarina

 

 

SAIBA MAIS / SOS Cardio

  • Criada há 19 anos por uma equipe de 18 cardiologistas
  • Em forma de clínica, funciona atualmente na avenida Trompowisky (Centro) com 2.500 metros quadrados. Intenção é abrir hospital no Itacorubi, com 10 mil metros quadrados
  • Recebe pacientes de todo o Estado para tratamento cardiológico particular ou conveniado (não há disponibilidade pelo SUS)
  • São realizados de 30 a 40 atendimentos emergenciais por dia. Expectativa é chegar a 100 com o novo prédio
  • Equipe de 250 funcionários será reforçada com mais 150 profissionais da saúde
  • Atualmente são 10 leitos de UTI que devem ser ampliados para 18
  • O número de 30 leitos de internação será aumentado para 75 (capacidade pode ser estendida até 120)
  • Haverá atendimento emergencial cardiológico e coronário
  • Duas salas de hemodinâmica (cateterismo e angioplastia)
  • Quatro salas de cirurgia
  • Equipamento de ecocardiografia 3D
  • Futuramente, intenção é iniciar cirurgias vasculares, urológicas, neurológicas e bariátrica (obesidade).
  • Investimento no novo prédio foi de mais de R$ 40 milhões (recursos próprios e empréstimo junto ao BRDE)

 

Fonte: ACM, com informações do ND Online




Inserir Comentário

CreativeBizz

Guia Médico - Orgão Informativo da Área da Saúde de Florianópolis - atendimento@guiamedicoflorianopolis.com.br